Excursões

Rota Clássica | 4 Dias

Dia 1: Manaus, Rio Solimões. Coleta no hotel e traslado para o porto de embarque. Embarque no mercado municipal Adolfo Lisboa, acomodação e compras finais de acordo com as necessidades do grupo: equipamento de pesca, bebidas não incluídas, farmácia, necessidades específicas, etc. Início da navegação descendo o Rio Negro até o "Encontro das Águas" para subir o Rio Solimões e entrar no ecossistema de várzea pela margem esquerda, até a Vila de Iranduba. À tarde, saída de canoa pela região com possibilidade de avistar garças, pássaros e outros animais. Retorno à embarcação. Saída noturna de canoa pela selva inundada "igapó", com a oportunidade de observar e capturar pacificamente jacarés (Caiman crocodilus).

Dia 3: Rio Negro, Arquipélago das Anavilhanas e Jaraquí. Saída de canoas para visitar uma casa ribeirinha típica do Rio Negro. Navegação com parada na Praia do Tupé, praia de areia branca. Ao lado da praia, visitaremos uma comunidade com estrutura social indígena, formada por grupos de índios de várias etnias originárias do Alto Rio Negro, como tikuna, baniwa e principalmente desana, que se estabeleceram na Vila do Tupé. Opcional: apresentação cultural indígena. Os indígenas de Tupé, acostumados com a presença de turistas, descobriram que realizando apresentações de seus rituais podem ganhar dinheiro para suprir suas necessidades. O valor é negociado com o líder indígena, e varia de acordo com as necessidades do momento. Eles podem organizar e realizar uma parte de seus rituais para o grupo. Não há preço fixo, é negociado na chegada e eles levam algumas horas para se prepararem. Continuamos a navegação pelo Rio Negro, entrando em um de seus afluentes, o Rio Jaraquí. Caminhada pela selva para conhecer a flora, fauna, plantas úteis e frutas da estação. Ao anoitecer, se o tempo permitir, procuraremos um local adequado para passar a noite acampados na selva (opcional), dormindo em redes ao redor do fogo.

Dia 4: Rio Negro, praia e Museu da Borracha. Após acampar, retorno à embarcação. Navegação em direção a Manaus e parada em uma das praias de areia branca para um churrasco de despedida e banho. Navegação em direção a Manaus, com parada no Rio Tarumã para visitar o Museu da Borracha, que representa a era áurea da borracha. Chegada em Manaus e desembarque.

Rota Extrema | 5 Dias

Dia 1: Manaus, Rio Solimões. Coleta no hotel e traslado para o porto de embarque. Embarque no mercado municipal Adolfo Lisboa, acomodação e compras finais de acordo com as necessidades do grupo: equipamento de pesca, bebidas não incluídas, farmácia, necessidades específicas, etc. Início da navegação descendo o Rio Negro até o "Encontro das Águas" para subir o Rio Solimões e entrar pelo seu margem esquerda no ecossistema de várzea até a Vila de Iranduba. À tarde, saída de canoa pela área com possibilidade de avistar garças, pássaros e outros animais. Retorno à embarcação. Saída noturna de canoa pela selva inundada "igapó" e captura pacífica de jacaré (Caiman crocodilus).

Dia 3: Rio Negro, Arquipélago das Anavilhanas e Jaraquí. Saída de canoas para visitar uma casa típica de ribeirinho no Rio Negro. Navegação com parada na Praia do Tupé, praia de areia branca. Ao lado da praia, visitaremos uma comunidade com estrutura social indígena, formada por grupos de índios de várias etnias originárias do Alto Rio Negro, como tikuna, baniwa e principalmente desana, que se estabeleceram na Vila do Tupé. Opcional: representação cultural indígena. Os indígenas de Tupé, acostumados com a presença do homem branco e do turismo, descobriram que fazendo representações de seus rituais para os visitantes, podem obter recursos para cobrir suas necessidades e preservar suas tradições. O valor é negociado com o líder indígena, variando de acordo com as necessidades do momento. Eles podem organizar e realizar uma parte de seus rituais para o grupo. Não há preço fixo, a negociação ocorre na chegada e eles levam algumas horas para se preparar. Continuamos a navegação pelo Rio Negro, entrando em um de seus afluentes, o Rio Jaraquí. Caminhada pela selva para conhecer a flora, fauna, plantas úteis e frutas sazonais da região. Ao anoitecer, se o tempo permitir, procuraremos um local apropriado para acampar na selva (opcional), dormindo em redes ao redor do fogo.

Dia 4: Rio Negro, praia e Museu da Borracha. Após acampar, retorno à embarcação. Navegação em direção a Manaus e parada em uma das praias de areia branca para um churrasco de despedida. Banho. Navegação em direção a Manaus, parando no Rio Tarumã para visitar o Museu da Borracha, que representa a era áurea da borracha. Chegada em Manaus e desembarque.

Dia 5: Saída do hotel às 8h30. Viajamos 107 km em um veículo confortável com ar-condicionado até Presidente Figueiredo, a Cidade das Cachoeiras. No caminho, à beira da estrada, é possível apreciar a bela paisagem amazônica de terra firme, com suas árvores gigantes e antigas. Chegada à cidade e início imediato das visitas, começando pela bela cachoeira de Iracema, localizada no Km-115, da BR-314. Visitamos a majestosa caverna de Iracema e contemplamos a incomparável beleza natural do local, construída pela Mãe Natureza ao longo de milênios. Em seguida, fazemos uma caminhada leve por trilhas que permitem o contato com a fauna (com sorte), onde podemos observar uma variedade de aves e a exuberante flora do local. Teremos a oportunidade de nadar nas águas frias da cachoeira. Após o banho, faremos uma viagem até o Complexo Turístico do Urubui. Haverá a possibilidade de um refrescante banho nas águas frias, oportunidade de comprar artesanato e desfrutar de delícias regionais (geleias doces, chocolates de cupuaçu e castanhas, sucos, sorvetes, etc.). O almoço está incluído e será oferecido no complexo, em um restaurante típico. Depois do almoço, iremos à cachoeira do Santuário, uma bela queda d'água inserida em meio a uma exuberante floresta primária. Essa será nossa última parada antes de retornar a Manaus. Este passeio inclui transporte para todas as atrações, ingressos para as cachoeiras, almoço e guia turístico.

Rota Figueiredo | 1 Dia

Saída do hotel às 8h30. Viajamos 107 km em um veículo confortável com ar-condicionado até Presidente Figueiredo, a Cidade das Cachoeiras. No caminho, ao lado da estrada, é possível ver a bela paisagem amazônica de terra firme, com suas árvores gigantes e centenárias.

Chegada à cidade e início imediato das visitas, começando com a bela cascata de Iracema, localizada no Km-115, da BR-174. Visitamos a majestosa caverna Iracema e contemplamos a incomparável beleza natural do local, construída pela Mãe Natureza ao longo de milênios. Em seguida, faremos uma caminhada leve por trilhas que permitem o contato com a fauna (com sorte), onde poderemos observar uma variedade de aves e a exuberante flora do local. Teremos a oportunidade de banhar-nos nas águas frias da cascata. Após o banho, partiremos para o Complexo Turístico do Urubui.

Rota Rio Negro | 1 Dia

Saída em lancha rápida em direção ao Encontro das Águas com vista para toda a cidade de Manaus. Em seguida, chegamos ao Parque Ecológico Janauary, passando por Vila do Catalão com suas casas flutuantes. Faremos uma caminhada por passarelas suspensas para observar as Vitórias Régias. Almoço no restaurante Rainha da Selva com comidas regionais. Após o almoço, subiremos o Rio Negro com uma parada para nadar com os botos cor-de-rosa (aos segundas-feiras, é proibido nadar. O preço é determinado pelo ribeirinho).

Continuaremos a navegação em direção à reserva Tupe para visitar uma comunidade indígena formada pelos índios Tuyuca, Tucano e Desana, com uma apresentação cultural. Negociaremos com o líder indígena o valor necessário para suas necessidades. Em seguida, retornaremos a Manaus.

Este tour inclui: transporte em lancha rápida para todas as atrações, almoço e guia turístico.

Dia 2: Rio Negro, Parque Ecológico Janauary e Acajatuba. Após o café da manhã, saída de canoa pelo "Parque Ecológico Janauary" para ver artesanato local, pisciculturas caseiras, animais e selva inundada. Pesca de piranhas. Navegação pelo Rio Negro em direção à área de Acajatuba e visita à comunidade. Ainda na área, podem ser encontradas construções da época áurea da borracha, como o antigo leprosário. Saída de canoa e parada em uma casa flutuante de ribeirinhos, onde os botos cor-de-rosa de água doce se concentram. Opcional: nadar com os botos. É possível alimentar os botos e mergulhar no rio com eles. Mediante compra de peixe do ribeirinho "caboclo", o preço é determinado pelo ribeirinho para a compra do peixe para alimentá-los. Em seguida, navegação pelo arquipélago das Anavilhanas.

Dia 2: Rio Negro, Parque Ecológico Janauary e Acajatuba. Após o café da manhã, saída de canoa pelo "Parque Ecológico Janauary" para ver artesanato local, pisciculturas caseiras, animais e selva inundada. Pesca de piranhas. Navegação pelo Rio Negro em direção à área de Acajatuba e visita à comunidade. Na área, ainda é possível encontrar construções da época áurea da borracha, como o antigo leprosário. Saída de canoa e parada em uma casa flutuante de ribeirinhos, onde os botos cor-de-rosa de água doce se concentram. Opcional: banho com os botos. É possível alimentar os botos e mergulhar no rio com eles. Mediante compra de peixe do ribeirinho "caboclo", o preço é determinado pelo ribeirinho para a compra do peixe para alimentá-los. Em seguida, navegação pelo arquipélago das Anavilhanas.

Haverá a possibilidade de um refrescante banho nas águas frias, oportunidade de comprar artesanato e desfrutar de delícias regionais (geléias doces, chocolates de cupuaçu e castanha, sucos, sorvetes, etc.). O almoço está incluído e será oferecido no complexo, em um restaurante típico.

Após o almoço, faremos uma visita à cascata do santuário, uma bela queda d'água inserida em meio a uma exuberante floresta primária. Essa será nossa última parada antes de retornar a Manaus.

Este tour inclui: transporte para todas as atrações, ingressos para as cascadas, almoço e guia turístico.